28/06/2016

Resenha: A Chama da Esperança - Parte I - A Princesa Renegada


Título: A Chama da Esperança - Parte I - A Princesa Renegada
Autor: M. V. Garcia
Editora: Arwen
Páginas: 348
Ano: 2015
Gênero: Romance / Ficção
Sinopse: Movidos pelo preconceito, pela sede por poder e pela perda, humanos e feiticeiros eram inimigos desde os primórdios de Yuan, gerando guerras e destruição.
Durante uma terrível guerra, que ficou conhecida como a Grande Guerra de Willford, Kaira perdeu o seu lar e sua família. Quando uma nova guerra se inicia, ela não faz ideia do que está por vir, mas a jovem feiticeira recebe a difícil tarefa de reunir os cinco clãs de feiticeiros da nova República em um único e poderoso exército. Será que ela vai conseguir?
Em uma aventura que percorre as planícies de Ghennas, a montanha gelada de Liore, os desertos de Rockaxe e as margens do rio Armon, Kaira, seu melhor amigo Garo e dois companheiros mais do que improváveis descobrem que há muitos segredos que alimentaram o ódio entre os dois povos. 



Oi pessoas, tudo bem? Hoje vou fazer uma resenha sobre esta maravilha de livro. Adorei bastante, tanto que li em duas semanas (normalmente demoro mais). Lhes apresento A Chama da Esperança! 

[Contém alguns spoilers] 

Com a ausência dos Falcões Negros, a Grande Guerra de Willford, como ficou conhecida, chegou ao seu fim. Quinze anos se passaram e ninguém soube como e por que a batalha entre feiticeiros e humanos terminou (...) 

Em Chama da Esperança, parte I, A Princesa Renegada, somos apresentados ao Reino de Yuan, onde encontramos Willford no qual habitam humanos, e a República, onde habitam os cinco Clãs de Feiticeiros. O livro é dividido em 36 capítulos, todos muito bem estruturados, de uma leitura simples, rica em detalhes, mas somente o necessário para criarmos uma visão dos cenários e dos personagens. Somos transportados por todos os lugares e é fácil nos apaixonarmos, além de ter algumas referências com o nosso mundo. No início do livro temos esse mapa que nos mostra a localização de cada província. 



Os clãs de feiticeiros são divididos em: feiticeiros de Fogo - Capital Flameria, feiticeiros de Água - Prime d'Acqua, feiticeiros de terra - Rockaxe, feiticeiros de Trovão - Alumínia e os feiticeiros de Ar não se sabe o paradeiro, mas presume-se que eles se encontram nas montanhas de La Feria. 

[Quando li as divisões dos clãs lembrei direto do desenho/anime Avatar - A lenda de Aang/Korra.] 

Ao começar a leitura somos apresentados a cena em que Rosaria Seres, uma feiticeira, está fugindo com seu bebê da guerra, porém já perdendo suas forças acabou perecendo mas, protege sua filha, Kaira, e sela o bando dos Falcões Negros. Aqui é onde havia começado a primeira guerra entre humanos e feiticeiros, após descobrirem que Rosaria estava casada com um humano e governando o reino de Willford, sendo que feiticeiros e humanos já não se davam muito bem, por puro preconceito.

(...) Nem todos os feiticeiros são iguais, assim como nem todos os humanos. É um erro julgar uma espécie inteira pelo que somente alguns fazem (...) 

Podemos perceber a semelhança com nosso mundo com esta frase, muitas vezes é julgado vários pelo ato de um. No caso do livro humanos e feiticeiros se odiavam por não aceitarem as diferenças. 

Em seguida conhecemos a cidade de Kisha, onde habitam alguns feiticeiros de fogo, e é onde mora, Kaira. Ela foi adotada por Sahir e Adill, e desde então, antes de completar 15 anos, não sabia nada sobre seu passado. Ali também mora Garo, melhor amigo de Kaira [spoiler aqui] ele tem uma quedinha por ela. 

Após algumas cidades humanas serem atacadas por feiticeiros (supostamente os Falcões Negros), que são libertados com o fim do selamento, o exército de Willford revida e a primeira cidade a ser atacada e destruída é Kisha. Alguns feiticeiros sobrevivem, entre eles Kaira, Garo, Mei Mei (irmã de Garo), a família de Garo e Adill - que fazem parte dos personagens principais. Kaira vê Sahir, a quem chama de avô, sendo morto pelo capitão Hawk e jura vingança. Todos se refugiam na cidade de Flameria, capital do Clã do Fogo. 

É a partir daqui que começa uma nova guerra, e o que nos é revelado é surpreendente (claro, não vou contar pra vocês). Adill se vê obrigada a contar sobre o passado de Kaira, e a menina recebe uma missão importante: reunir os Cinco Clãs de Feiticeiros para lutar na guerra. Aqui ela inicia sua jornada e começa a descobrir, assim como nós leitores, sobre os outros reinos e percebe que mesmo com as diferenças, todos podem conviver juntos e tirar o melhor de cada poder. 

[na imagem: Christine - feiticeira da água; Garo; capitão Hawk do 1º Esquadrão do Exército de Willford e Kaira]



A narrativa é ótima e podemos perceber algumas referências com os jogos de RPGs, como o cenário e o equilíbrio entre a destruição da guerra e o sentimento de esperança dos personagens. Percebe-se também como referência ao RPG, as classes (humanos e feiticeiros, e descobrimos mutações que podem ser feitas) mais os poderes de cada personagem. 
Além da ação encontramos o romance e o suspense em cada capítulo e, quando chegamos no final dá vontade de começar instantaneamente a parte II. 

A Chama da Esperança - Parte I - A Princesa Renegada foi publicado pela Editora Arwen e já tem o livro II, que é A Chama da Esperança - Parte II - A Luz da Redenção, onde iremos descobrir se Kaira conseguiu cumprir sua missão e qual fim teve toda a trama, este segundo foi publicado pelo Clube de Autores. 

[capa do livro dois arrasando de lindeza também]




[SOBRE A AUTORA]


M. V. Garcia tem 26 anos. Assistente Administrativa, mora no interior do Rio de Janeiro. É formada em Artes Visuais e cursa atualmente Pedagogia. Conhecida também pelo pseudônimo Hidaru, é escritora, cosplayer, desenhista freelance e fã colecionadora de livros, videogames de RPG, animes e mangás. Sempre gostou de escrever histórias, fanfics e textos sobre a cultura nerd. A Chama da Esperança é seu livro de estreia no ramo profissional.


[COMPLEMENTO]

Comprei o livro em pré-venda porque queria muito o pôster que vinha junto. Ele é lindo e ainda veio autografado e com um marcador ^^ 

(foto ilustrativa) 




A autora disponibiliza uma ficha dos personagens aqui no DeviantArt: Ficha e desenhos de personagens além de ter a página no facebook  Página no Face. E é ela quem cria os desenhos também, uma graça não <3 me apaixonei em parte por isso, porque me lembra muito mangá/anime. 




(Principais personagens do primeiro livro) 

No final da Parte I encontramos algumas destas fichas dos personagens:



É isso hehe Eu realmente adorei essa leitura <3 indico muito. Entrou para a lista dos meus livros favoritos, espero não me decepcionar com a Parte II, que ainda não tenho :( 

Beijinhos 


Nenhum comentário:

Postar um comentário