16/06/2016

Resenha: Fantasya



Título: Fantasya

Autor: Tiago Anderson

Editora: Arwen

Páginas: 352

Onde comprar: Arwen Store 

Sinopse: Em uma terra distante chamada Athar, dois amigos, Charlie e Léo, garotos comuns que viviam na calmaria de uma cidade interiorana, descobrem um fantástico mundo jamais imaginado. Além de belas paisagens e criaturas místicas, o lugar é repleto de tesouros. Porém, um perigo iminente previsto por uma antiga profecia coloca toda essa magia em risco, pois Stella, um elfo maligno dominado pelas sombras, dá indício de seu retorno após mais de dois séculos desaparecido. Seu objetivo é claro: dominar toda Athar e espalhar as trevas para construir seu reino. Fantasya mostra ao leitor como a união e a amizade podem ser grandes aliadas na guerra da luz contra as sombras, e que ainda há esperança para aqueles que creem na vida infinita.




Fantasya conta a história de dois garotos de 12 anos, Charlie e Léo, que lutaram em uma guerra na terra chamada Athar, onde seres mágicos vivem.

(cada capítulo inicia com esta arte linda)

Charlie morava com os pais e adorava a natureza e os animais. Seu melhor amigo era Léo, que morava com a avó, Dona Matilde.
Em uma visita que Charlie fez a Léo, eles plantaram lindo girassóis no jardim, a pedido de Dona Matilde, que estava fraca e doente. 
Nesse momento, ela olhou mais uma vez o campo florido, respirou fundo, riu pelo canto da boca e fechou os olhos em seu último suspiro. 
Num belo dia os meninos vão pescar em um rio chamado Fortaleza, e se deparam com um barco vindo em sua direção junto a uma pompa branca. Curiosos subiram no barco. Foram parar em um lugar desconhecido, estavam cansados e beberam a água limpa do rio, o que fez os dois adormecerem.
O que eles não sabiam é que estavam sendo vigiados e a terra em que se encontravam era mágica, chamada Athar, onde viviam seres mágicos, como elfos, gigantes, sereias e forças do bem e do mal.



Quando acordaram estavam amarrados e ficaram assustados. Quem os vigiava eram belos elfos, e logo lhes indagaram sobre o faziam ali. Os garotos contaram sobre o barco e como pareceram inofensivos os elfos decidiram levá-los até o Castelo de Cristal, para conversar com a Rainha Branca. Lá encontraram mais outros belos elfos, além de lindas paisagens.

Ela ficou feliz em saber que humanos estavam ali. Dentro de toda a história da criação do mundo de Athar, há uma em que conta a chegada de humanos que ajudariam na guerra contra as forças malignas, e como a rainha pressentia que algo ruim viria acontecer, sabia a importância dos visitantes em suas terras.

Os garotos aprenderam muitas coias, como, lutar e até a língua antiga dos elfos. Eles fizeram um novo amigo, Elgar, sobrinho da Rainha Branca. Depois de um tempo a rainha decidiu que eles fariam parte do conselho dos elfos e lhes contou que estavam a procura de três chaves mágicas que, combinadas a pureza e força dos garotos poderia derrotar as forças malignas que estavam prestes a atacar.

(as chaves tem este desenho, porém cada uma das três tem uma cor) 

A grande guerra acontece. O inimigo maior é um elfo chamado Stella, que retorna após muitos anos. Todos achavam que ele havia sido derrotado, mas uma parte de sua alma ainda estava viva e ele não mediu esforços para se recuperar e atacar de novo o Reino onde um dia viveu. Juntou-se a vários seres, incluindo Malluns, seres que viviam ao Norte à quem os elfos temiam. Um exército enorme foi formado.



Na guerra o povo de Herégion, que é do livro O Enigma de Shalkas, ajuda Athar. Os autores dos livros são amigos e decidiram unir suas histórias onde os dois reinos se encontrassem.
Na guerra foram perdidos vários e ainda um dragão adormecido surge piorando a situação.

A partir daqui vocês vão ter que ler para descobrir quem vence. Mas lhes deixo com este quote do epílogo:
Um pouco afastado do Castelo de Cristal, mais ao Norte, dois jovens irmãos caminhavam por uma floresta fechada. 

O livro é dividido em 37 capítulos, incluindo um epílogo que nos deixa com vontade de mais. Leitura de fácil compreensão, porém longa. O autor detalha bem os cenários e todas as passagens dos dois amigos, que acabam crescendo em Athar, pois o tempo é diferente do mundo humano. Temos tudo o que uma boa história de fantasia deve conter e a leitura se torna envolvente.
Eu adorei o livro, sou apaixonada por histórias de fantasia <3 Demorei para ler, mas indico pois é um ótimo livro.

Foi publicado pela Editora Arwen, e você pode comprar o seu na Arwen Store.

Para quem quiser conhecer O Enigma de Shalkas temos a resenha aqui: O Enigma de Shalkas

Beijinhos e boa leitura ;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário