17/10/2016

Resenha: O Mundo Perdido - Michael Crichton

Título: O Mundo Perdido - Jurassic Park #2
Autor: Michael Crichton (A)
Editora: Aleph
Páginas: 475
Onde comprar: Saraiva
Sinopse: Seis anos se passaram desde os terríveis acontecimentos no Jurassic Park. Seis anos, desde que o sonho extraordinário, nos limites entre a ciência e a imaginação humana, acabou se tornando um trágico pesadelo. A Isla Nublar não era o único lugar usado por John Hammond em suas pesquisas genéticas de ponta. Agora, o matemático Ian Malcolm e uma equipe de cientistas – além de certos “pequenos clandestinos” – devem explorar outra ilha na Costa Rica, repleta dos mais perigosos dinossauros que já caminharam pela Terra.


Resenha
 - Aliás, como foi que ele morreu, Ian? Esse animal.
Ele fez uma pausa.
- Porque a pergunta?
- Porque, quando raspamos as células da pele, encontramos algumas células alóctones sob a camada mais externa da epiderme. Células pertencentes a outro animal (...)É o quadro típico que se vê quando dois lagartos lutam. (..)
- Sim - informou Malcolm - Havia sinais de luta na carcaça. O animal tinha sido ferido.
 - (...) Esse animal estava sob estresse, Ian. E não apenas pela luta que o feriu. Estou falando de estresse crônico, contínuo. Seja lá onde fosse que essa criatura vivia, seu ambiente era extremamente estressante e perigoso. (...) Então. Como um animal identificado leva uma vida tão estressante?



E de volta aos meus queridos dinossauros! Recentemente a Editora Aleph lançou O Mundo Perdido, continuação de Jurassic Park (resenha aqui). Por muito tempo muita gente nem sabia que os famosos filmes eram baseados em livro, né? E que livros!

Jurassic Park tornou-se um dos meus queridinhos há muitos anos atrás, quando li pela primeira vez. Ian Malcolm está até hoje no meu top 20 melhores personagens da literatura (que pena que o deixaram tão retardado no filme). No final do primeiro livro ele tinha morrido, aliás. Crichton deixa algumas poucas frases no segundo livro para explicar porque ele está de volta nesse segundo. Algumas pessoas não curtiram a explicação. Eu nem ligo. Eu só queria mais Malcolm <3



Agora o matemático do Caos está na meia-idade e dá aulas numa universidade criado nos moldes de suas pesquisas. As situações vividas por ele no JP ficaram no passado. Ele prefere não lembrar-se disso. Mas um outro pesquisador, Richard Levine, começar a investigar boatos de aparecimentos de animais estranhos numa ilha da Costa Rica e consegue convencer Ian de que, se ele conseguisse confirmar que aquelas criaturas poderiam ser dinossauros provenientes d'O Mundo Perdido, ele iria acompanhá-lo numa viagem de exploração. Levine é um ricasso que conta também com a ajuda da paleotobotânica Sarah Harding (em substituição de Ellie) e o montador de carror Thorne. Em substituição de Tim e Lexie nós temos Arby e Kelly. E, claro, temos alguém de olho nesse grupo, querendo de alguma forma também descobrir onde estão os dinossauros remanescentes.



Novamente, as partes da narrativa são divididas pelas configuração do Malcolm. Cada uma dá uma amostrinha do que vai rolar, se você conseguir entendê-las xD E também novamente a leitura comigo se deu bem rápida (quando eu finalmente consegui pôr as mãos do livro porque os cursinhos e concursos tão detonando meu tempo) e fluida. Tipo, tem alguma coisa na narração simples do Crichton que me atrai muito. Talvez pela ideias científicas bem colocadas e explicadas, palavras simples, mas inteligentes, em diálogos tensos, cômicos ou misteriosos. As tiradas do Malcolm, a personalidade da Sarah... os personagens continuando bem construídos, apesar de serem muitos. O acerto do Crichton é manter sua necessidade na história puramente pelo que ele representa para a investigação. Eles são apresentados como pessoas, sim, mas sua sabedoria, suas teorias é que são importantes para a construção da trama.

O livro é diferente do filme. Não gostei muito da segunda adaptação do Spilberg e agora entendi porque. Kelly não é filha do Ian, é uma aluna. Sarah não foi namorada dele. Levine nem existe. E os cientistas ''inimigos'' são bem melhores do que os apresentados no filme. Os do filme são até bem infantilizados.

Novamente a trama básica é que a galera precisa sobreviver na ilha até que chegue o resgate. Sim, esse povo adora se meter onde não deve, mas dessa vez a chegada é diferente. Na verdade, demora pra caramba para chegarem lá e, apesar de eu ter gostado de toda a parte da preparação, vocês podem achar meio chato. Tem uma enrolaçãozinha mesmo. E dessa vez temos um descontrole na população animal da ilha. Por conta de uma doença, tem muitos animais morrendo fácil e - não entendi bem porquê - um número excessivo de predadores. Muitos velociraptors. Ótimo. Todo mundo adora ter que correr de um. 

Quarta configuração 

''Próximo à beira do caos os elementos demonstram um conflito interno. Um região instável e potencialmente letal. ''

Dá para ver que o Crichton teve um cuidado maior ao escrever essa continuação. Percebemos que ele pesquisou sobre as novas descobertas na área e adicionou isso aos animais. Temos dinos com penas, cara. Temos dino cuidando dos filhotes. E temos a melhor parte - força feminina! Kelly tem uma história bem contada e construída. É uma adolescente inteligente e que tem Sarah Harding como ídolo. Sarah, por sua vez, é outra personagem forte. Grande cientista e muito perspicaz. Elas tem diálogos bem legais, que passam no teste de Bechdel (aquele em que as conversas precisam ser só entre mulheres e o conteúdo não pode ser amoroso/sobre homens). Essa relação uma das melhores partes do livro. E temos também um bichinho novo aqui que acho que virou o Indominus Rex xD SPOILIEI. Já a discussão bioética continua aqui e com outras nuances interessantes.Essa é uma das coisas mais valiosas do livro.


Mesmo se tratando de sci-fi, O Mundo Perdido se categoriza como um livro aberto a qualquer público. Sim, você precisa ler o primeiro para entender o segundo, mas cara, já viu as edições da Aleph? Não reclame. Elas são lindas. Compre e não irá se arrepender. Os detalhes, as cores, o trabalho da diagramação... todo bem feito. A revisão tá ótima também. E o cheirinho desse material... *-*

Para terminar, deixo aqui o gif que a Editora Aleph postou na página deles e me fez dar altas gargalhadas.




HÁ RUMORES DE QUE ALGO SOBREVIVEU...

10 comentários:

  1. Oiii querida, como vai?
    Menina eu fiquei apaixonada pela sua resenha e adoraria mesmo ter a oportunidade de realizar a leitura desse livro, parece ser incrível, dica super anotada e parabéns pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Não sabia desse super lançamento da editora, continuação de Jurassic Park. Não entendo o motivo de a Aleph ser tão maravilhosa assim, meu bolso não suporta. Também dei gargalhadas com esse gif

    ResponderExcluir
  3. hahahahah to rindo do gif xD
    cara, eu sou louca pra ler ambos os livros, mas nao tive chance ainda... as edições realmente estão maravilhosas...
    imaginei ter algumas diferenças entre filme e livro... dificil quando não tem...

    na primeira promo que ver, vou comprar... ^^
    bjs...

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ri muito com a gif :)
    Mas pra falar a verdade nem sabia que tinha em livros Jurassic Park e pra ser mais sincera ainda nunca assisti aos filmes. rsrs
    Gostei demais da sua resenha, mas não sei se eu leria. :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá! Sempre gostei de assistir Jurassic Park. Que legal que lançaram em livro, eu tinha visto a capa em um site mas ainda não sabia que seria essa a história. Gostei bastante da sua resenha e também me diverti com o gif rsrs. Muito sucesso com o blog, super bjoo
    http://blogaventuraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Aqui em casa todos são fãs da franquia dos dinossauros :)
    Mas devo confessar que mesmo assim os livros não foram lidos ainda :(
    A edição deve está belíssima mesma e não sabia que era necessário ler o anterior. Vou ver se compro dois para matar minha curiosidade.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oie.
    Eu quero muito ler os livros do Crichton!
    Baixei Jurassica Park, Mundo Perdido e mais dois no meu tablet para ler futuramente. Estou bem ansiosa para conferir a escrita dele e sua resenha me deixou mais animada ainda.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Poxa de fato também nao sabia que o filme foi originado de um livro, pois eu me interessei muito para conhecer a leitura, pois amo assistir os filmes, toda vez que passam, lá vai eu parar!!
    E sabendo que tem o livro e a forma da sua resenha fiquei com muita vontade de descobrir como é.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir
  9. Uma das sagas mais amadas por mim no cinema. Não tenho os livros, mas não é por falta de vontade. Gostei da resenha e preciso demais dessas obras.

    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Sua resenha foi ótima, me deixou com vontade de ler para saber mais.
    Adorei saber que tem livro, pois sempre prefiro o livro do que o filme baseado em livro!

    Boutique de Clichês

    ResponderExcluir