21/10/2016

Resenha/Dica: Anohana



Oi gente, tudo bem?

Hoje tem resenha de um mangá bem curtinho e rapidinho de ler: Anohana - Ainda não sabemos o nome da flor que vimos naquele dia! 






Anohana chegou ao Brasil este ano, 2016, pela editora JBC, adaptado em 3 volumes. No Japão iniciou com o anime em 2011, logo depois ganhou uma adaptação para filme e em seguida veio o mangá. Outra coisa interessante de citar é a live-action da trama que também ganhou espaço nas telonas.


 (em breve assistirei) 


O nome original seria  Ano Hi Mita hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai (traduzindo: “Nós Ainda não Sabemos o Nome da Flor que Vimos naquele Dia”), ele narra a história de seis amigos: Jinta, Meiko, Naruko, Atsumu, Tetsudou e Chiriko, que tinham um grupo chamado "Super Peace Buters", quando crianças e viviam juntos. 
Um dia quando estavam brincando uma tragédia aconteceu, Menma sai correndo após uma brincadeira e escorrega de um barranco, caindo em um curso de água que passava atrás do local onde eles tinham uma base secreta. 


Após o ocorrido, cheios de culpa, pouco a pouco os cinco amigos se separaram e cada um seguiu com sua vida.
Anos depois quem mais pareceu afetado pela morte da amiga foi Jintan, que desistiu dos estudos, vivendo isolado em casa. Porém, em um certo verão ele é surpreendido pela aparição de Menma, que volta para concluir um desejo que prometeu a mãe de Jintan. 

A princípio o garoto acredita que está tendo alucinações mas, com o passar do tempo decide ajudar Menma a cumprir seu desejo e começa a reunir os "Super Peace Busters" novamente. 



Como é uma leitura rápida, achei a história normal, não foi tão surpreendente mas curti. A trama é dramática e o que mais gostei foram as imagens coloridas por dentro da capa que são lindas! (foto acima) 

Indico e logo verei as outras adaptações, assim como o anime. 

Beijos ;)

Deixem seus comentários se já viram ou leram :D


Nenhum comentário:

Postar um comentário