26/11/2016

Crítica: 3% - Primeira Temporada


3% é a primeira série inteiramente brasileira produzida pela Netflix e narrar a estória de uma sociedade distópica dividida em dois mundos: aqueles que vivem de maneira precária na Colonia que representam 97% da população e aqueles que vivem no Maralto que representam os tão privilegiados 3%. Nessa sociedade só há uma única oportunidade de ascensão para os habitantes da Colonia, apenas os jovens de 20 anos são permitidos no processo de seleção que os levará para viver no mundo ideal e escarço do Maralto, mas só os merecedores 3% chegarão até a etapa final.

3% é uma série que dispensa originalidade e sustenta a sua narrativa de forma segura, caindo nos clichês e nas previsibilidades do gênero. Entretanto, diferente das várias críticas que eu li na internet, eu gostei de como a estória foi conduzida, ela cria uma tensão característica do gênero, fazendo com que  a cada episódio você queira saber ainda mais sobre esse universo -  essa é uma série que eu recomendo uma maratona.



Quanto aos personagens o que eu mais gostei nos protagonistas apresentados é de que eles não são heróis, nem vilões. Já no primeiro episódio eu tive a surpresa de constatar isso e foi algo que se manteve constante durante toda a temporada, a humanidade é o que é mais testado durante a seleção dos 3% e todos eles vão cair em algum momento nesse quesito - são com estórias iguais a essa eu descobro o quão baixo a humanidade pode chegar.

É claro que as críticas negativas dadas para série por vários veículos tem argumentos importantes que devem ser pontuados. 3% não tem boas atuações, tirando um episódio ou outro, eu não consegui me conectar emocionalmente com os personagens. Eu me incomodei com a escolha do movimento de câmera, em alguns momentos estáticos e em outros tremidos com uma pessoa segurando a câmera como em um documentário - para mim isso ficou confuso. Como eu sou uma pessoa leiga no quesito técnico deixo essa parte para quem entende melhor.

Apesar de todos os problemas encontrados na série eu fiquei satisfeita com o desenvolvimento e conclusão dessa 1ª temporada. Acredito que existe muito mais a ser explorado nesse universo e estou ansiosa para 2ª temporada. 

12 comentários:

  1. Oiee, tudo bem? Jpa tinha ouvido falar desse série, mas ainda não assistir, porém quero mudar isso, pois gostei da sua critica.


    http://luxuosoestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Todo mundo só fala nessa série. Tenho altas expectativas e minha vontade de conferir ela é grande. Assim que tiver um tempinho, vou conferir.
    Beijos
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu também já terminei de assistir,mas fiquei bem dividido,achei muito bom para ser uma primeira serie totalmente brasileiro,desse estilo,mas achei que a historia tem alguns furos sim e o final deixou bastante a desejar.As provas por quais eles passam são muito incríveis e a inteligencia de cada um deles me deixou perplexo.Quero logo uma segunda temporada.

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem?
    Essa série é sensacional, assisti ao primeiro episódio e fiquei doida querendo saber o que ia acontecer em seguida. Logo no piloto já acontece tanta coisa legal né? Desconfiei de praticamente todos menos a pessoa em questão que é a infiltrada da resistência. E por ser brasileira eu confesso que não esperava muita coisa, mas mais uma vez subestimei o talento nacional e quebrei a cara. Gostei muito da série e quero logo que saia a segunda temporada.
    beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu assisti até o episódio três e confesso que nem reparei no quesito câmera hahaha, mas concordo no que diz respeito aos personagens, ainda não consegui me apegar a nenhum e já notei diversos clichês. O vilão declarado, a misteriosa... Não vou mentir, esperava ser uma série maravilhosa, mas, apesar de não ser, dá pra levar. Pretendo terminar a temporada e esperar pra ver no que vai dar :)

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Ana.
    Eu ouço falar dessa série e bate um orgulho, sabe?
    Mesmo não sendo muito original e terem muitas críticas negativas, ainda assim eu quero assistir, mesmo que as atuações não sejam tão boas.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Oi Carol, tudo bem?
    Quando ouvi pela primeira vez sobre essa série fiquei com uma pontinha de curiosidade de conhecê-la, mas confesso que não foi o suficiente para embarcar e fazer uma maratona dela. Pelo que percebi pela sua crítica acredito que de fato não é o tipo de série que irá me agradar, principalmente pelo fato das atuações serem fracas e a escolha do movimento das câmeras errônea. Mesmo gostando de diversas séries produzidas pela Netflix essa eu vou deixar passar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Realmente não é a melhor série em se tratando de atuação e parte de filmagem, mas a trama até que agrada. Estou no episódio 3 e adorando. Estou vendo em inglês, talvez tenha melhorado a parte da atuação, sei lá. hahaha
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. Essa é a segunda resenha que vejo sobre a série e confesso que nenhuma delas me fez pensar em dar uma chance e assistir.
    Quer dizer, a ideia me parece interessante e, embora seja meio previsível para onde tudo pode se encaminhar, é algo que pode conquistar e cativar mais e mais pessoas para acompanhar. Fico contente em ver uma série toda produzida por aqui, mas esse lance da câmera e das atuações me desanima um pouco.
    A gente tem bons diretores e temos bons atores (e olha que tem muitos com nomes desconhecidos do público em geral que tem um ótimo trabalho) então fico com pena de ver algo que poderia ter um grande potencial sendo desperdiçado com detalhes técnicos...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  10. Oiii!!

    Primeiro que adorei ver a crítica aqui. Estou no quinto ep. E estou adorando.
    Acho que as pessoas precisam levar em consideração o fato desse enredo ser de 2009, ou seja, muito antes de 90% dessas histórias atuais. Claro que hoje cai no mais do mesmo e demoraram muito pra investir, mas agora que aconteceu acredito que seja necessário nosso apoio como telespectador para que haja novas temporadas.
    As atuações foram fracas, mas acredito que isso tende a melhorar já que fui percebendo uma evolução durante os eps.
    Gostei do post!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana, sua linda, tudo bem?
    Adoro distopias, esse é um gênero fascinante, pois podemo levar o ser humano ao limite e ver como cada um reage de forma diferente, ou reage exatamente de forma previsível. Então, quando disse que esse era o gênero da série fiquei bastante empolgada. E gostei de saber que é totalemnte brasileira, precisamos de mais produções nacionais. Estava bastante empolgada para ver, mas confesso que quando disse que não conseguiu se envolver emocionalemnte com os persoangens, eu desanimei. Pois eu preciso acreditar no drama deles, para que o texto passe verdade para mim. Uma pena mesmo. Mas sua crítica ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oieee! Coomecei a ler e fiquei lembrando de ELYSIUM um filme que eu assisti um tempo atrás que tinha mais ou menos esse cenario, um mundo de total destruiçao e outro onde td mundo era bem de vida... sei la pq lembrei disso haahha mas parece ter uma historia legal, to assistindo (maratonando loucamente) Grey's Anatomy, depois de resistir bravamente por muitos anos kkkkkkkk qdo eu acabar talvez dê uma chance pra essa série, sabe Supermax, aquela serie da globo? tbm achei q a atuação deixou a desejar... meio chato ne, a gente espera tanto e se decepciona coom isso;;
    bjs

    ResponderExcluir