16/11/2016

Crítica :: Some Girl(s)

Após assistir ao filme Some Girl(s) percebo que mesmo depois de algumas horas não consigo decidir ao certo a minha opinião sobre ele, então espero que essa postagem me ajude a analisar e refletir as tonalidades dessa obra.




Em Some Girl(s) somos apresentados ao personagem do ator Adam Brody que decide viajar pelo país e encontrar algumas de suas ex-namoradas, com o objetivo de resolver os problemas deixados no passado e seguir em frente ao lado de sua futura esposa. O filme portanto é composto pelo encontro dele com essas 5 mulheres que tem muito o que falar sobre o passado ao lado do ex-namorado, fazendo com que o telespectador consiga sozinho juntar todas as peças e tirarem suas próprias conclusões acerca da personalidade do protagonista.


Algo que eu adorei nesse filme é de que ele tem um roteiro perfeito para que os atores mostrem todo o seu taleto, afinal a produção é apenas composta dos diálogos do personagem do Adam Brody com suas ex-namoradas, não há nada além disso, você só é capaz de entender aqueles personagens a partir do que eles próprios forem trazendo durante os diálogos. Isso foi algo que me surpreendeu a principio, mas ao pesquisar sobre o roteiro descobrir que esse filme é uma adaptação de uma peça de teatro, o que fez todo o sentido para mim. Assim como em uma peça, o filme é composto por atos e em cada um deles vamos conhecendo uma das ex-namoradas do protagonista ao mesmo tempo em que codificamos um pouco mais sobre a sua personalidade. 

Esse é o tipo de roteiro que vai mexer muito com os seus sentimentos, principalmente se você for mulher. Ele trata de temas polêmicos, alguns um pouco mais difíceis do que outros, fazendo com que mesmo que apenas com um diálogo eu fosse capaz de me conectar com todas essas mulheres. A atuação do Adam Brody está incrível, mas para mim todas as mulheres com quem ele contracenou o ofuscaram completamente, são elas: Jennifer Morrison (Once Upon a Time), Mia Maestro (Frida), Emily Watson (A Menina que Roubava Livros), Zoe Kazan (Será Que?) e Kristen Bell (A Chefa).




Concluindo, esse não é um filme pipoca que você assiste quando quer se distrair e ri um pouquinho, apesar de o material do roteiro parecer simples, as várias camadas apresentadas fazem com que você saia do filme refletindo acerca dos temas, dos personagens e sobre qual deve ser o seu ponto de vista após conhecer todos os lados da estória.

Fica então a minha dica para quem tem interesse em um filme que tem um roteiro incrível, ótimas interpretações e estórias que mesmo depois do fim ainda vão ficar girando a sua cabeça. Lembrando que ele está disponível na Netflix.








5 comentários:

  1. Oi!
    Não conhecia esse filme e admito que a minha primeira impressão foi de que se tratava de uma comédia romântica daquelas bem bobinhas e divertidas e fiquei surpresa com o seu relato do enredo que apresentou uma trama bem diferente do que eu esperava. Gostei muito de saber que temas importantes são abordados e que ao fim ficamos refletindo sobre eles. Vou dar uma chance ao filme.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Desconhecia o filme, mas achei a premissa bem interessante e fiquei curiosa para conferir os temas até que polêmicos que esses diálogos trazem à tona e se ele conseguirá se conciliar com o passado para seguir em frente.
    Estou bem intrigada para saber mais sobre a personalidade apresentada por Adam no decorrer da trama.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana, sua linda, tudo bem?
    Eu já vi esse filme faz um bom tempo por causa dos atores. Mas confesso que não gostei muito. Achei a proposta bem interessante, muitos filmes antigos eram feitos nesse modelo, baseados no confronto dos personagens. Mas não fui cativada pelo enredo. Traga mais dicas, adoro conhecer novos filmes.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito do ator e também de algumas das atrizes do elenco, e achei a história diferente, além de adorar saber que a forma como foi trabalhada permitiu que o talento deles fosse mostrado, como atriz isso é o que mais presto atenção em um filme. Acho que a história combina mais com o teatro, de onde se originou, mas verei o filme se tiver oportunidade.

    ResponderExcluir
  5. Eu adooooro esse ator! <333 Não conhecia ainda o filme, mas achei interessante a trama, ainda mais sabendo que não é um filme só para se divertir, ele tem várias lições também e é mais profundo. Fiquei ansiosa para conferir.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir