22/01/2017

Cinema: La La Land - Cantando Estações


Título Original: La La Land
Diretor: Damien Chazelle
Elenco: Emma Stone, Ryan Gosling, John Legend
Duração: 128min

Sinopse

Ao chegar em Los Angeles o pianista de jazz Sebastian (Ryan Gosling) conhece a atriz iniciante Mia (Emma Stone) e os dois se apaixonam perdidamente. Em busca de oportunidades para suas carreiras na competitiva cidade, os jovens tentam fazer o relacionamento amoroso dar certo enquanto perseguem fama e sucesso.

Como boa fã de Emma Stone e apaixonada por Diário de uma paixão (filme que colocou Ryan Gosling como galã) assim que vi o trailer de La La Land eu fiquei com vontade de vê-lo, mas não fui até que assisti o Globo de Ouro e o filme levou nada menos que sete prêmios. Só para vocês terem uma ideia da importância disso: é o recorde absoluto. O antigo era de TRÊS. Diz aí se não há um super poder nesse filme. E mais uma coisa: desde que Avatar perdeu para Guerra ao Terror em melhor diretor eu não dou a mínima pro Oscar. Dou valor só ao Globo de Ouro e Screen Actors Guild Awards mesmo.
As categorias em que o filme ganhou foram:  Filme de comédia ou musical Direção (Damien Chazelle), Roteiro (Damien Chazelle), Melhor Atriz em Comédia ou Musical (Emma Stone), Melhor Ator em Comédia ou Musical (Ryan Gosling), Canção Original e Melhor Trilha Sonora.
Vamos lá.  



Figurinos com cores alegres dão vida à esstória

La La Land conta a história de Mia (atriz esperando uma oportunidade) e Sebastian (músico de jazz enganado e esforçado) que como diria Benjamin Button se encontraram num desses caminhos cruzados da vida. Suas paixões pessoais logo dão espaço para criar um amor entre os dois. Há cenas para tudo: eles se conhecendo, se gostando como amigos, sentindo aquela atração gostosa do início de interesse e depois lutando pela sua relação enquanto tentam trilhar o caminho de seus sonhos. 


É tudo tão belamente trabalhado e descrito, regado a cenário estonteantes, cores vivas e alegre e cenas que só tem permissão para acontecer dentro de um musical que você se sente totalmente imerso no mundo dos protagonistas. O filme se passa no nosso tempo, mas às vezes é tudo tão elegante que você pode tranquilamente se perder achando que tá rolando nos anos 50. 


Aquela aproximaçãozinha gostoso do início do relacionamento

As canções são bonitas, melodiosas, com ótimas letras e interpretadas com emoção suficiente para dar cócegas na gente. Os figurinos são um show por si só! Na verdade é bem difícil achar um erro na produção do filme. Realmente não se fazem mais obras assim, tão completas e bem cuidadas. O enredo é crível, os atores deram tudo de si e realmente encarnaram seus personagens e tudo flui harmoniosamente. Você se pega facilmente torcendo para que fiquem juntos e que se tornem o que desejam ser. É apresentada também uma música que é só deles e aparecerá em diferentes e emocionantes momentos da trama. 

Eles dançam nas estrelas gente! Quer melhor representação de estar se apaixonando do que isso? 

As únicas críticas que posso fazer são: por não terem trabalhado suficiente nas coreografias (são bonitas, mas comuns) e por terem esquecido o gênero musical da metade para o final, eu não vejo nenhuma das canções ou cenas sendo levadas por gerações ou sendo imitadas e referenciadas :/
E tanto Emma quanto Ryan cantam menos que qualquer outro personagem. Estranho, né? Mas fora seus pequeninos solos, quando estão cantando em grupo sempre têm menos versos e suas vozes não são tão boas comparadas às dos coadjuvantes. Ryan ainda pode se esconder nas notas de jazz, uma vez que seu trabalho é mais produzí-las no piano ou exaltá-las nos outros músicos, mas Emma é mais exigida a aparecer. Considerando que é seu primeiro trabalho assim, no entanto, considero muito bom.

Assistir La La Land é uma experiência linda e emocionante. Ele nos traz todas as emoções que uma história deve conseguir nos trazer e é por isso todo esse furor acerca dele. É um filme cru, vivo, real, mas alegre e esperançoso. Ele pode trazer de volta os clássicos e colocá-los no gosto dos jovens.

15 comentários:

  1. Oi linda amei esse post parace ser ótimo ,parabéns pelo blog sucesso um beijo.
    https://alzineterodrigues.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Que engraçado! Ontem mesmo vi uma crítica a respeito desse filme e a pessoa comentou os mesmos pontos "negativos" que você, o fato de o filme esquecer que é um musical em determinado momento. Antes dessa crítica e de seu texto, não sabia nada sobre o filme e não tinha prestado grande atenção a ele, por isso não tenho vontade nenhuma de assisti-lo.
    Bjss

    ResponderExcluir
  3. Oi Grazi, apesar de gostar e muito de musicais e do filme está sendo muito elogiado, confesso que não me empolguei em assistir. Não sei, acho que o enredo em si não me convenceu. Mas que bom que você gostou, e que o trabalho artístico ficou tão bonito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Grazi, apesar de gostar e muito de musicais e do filme está sendo muito elogiado, confesso que não me empolguei em assistir. Não sei, acho que o enredo em si não me convenceu. Mas que bom que você gostou, e que o trabalho artístico ficou tão bonito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Ain, eu estou louca para ver esse filme, parece ser lindo! gostei de ver seu posto e saber mais sobre o filme.

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Um musical onde a parte musical é esquecida a partir da metade do filme é estranho, mas que bom que te emocionou.
    Eu não sou fã do gênero, então não tenho vontade de assistir.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oiii
    Eu AMO musicais! De paixão mesmo. Seja bom ou ruim eu estou assistindo. La La Land já me conquistou só pela fotografia linda, quero muito ver! Amo os trabalhos da Emma Stone, creio que este será mais um deles. <3

    vicioseliteratura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Esse filme tem dado o que falar. Só ouço comentários positivos e pessoas dizendo que choraram muito.
    Apesar disso, não fico animada em assisti-lo - sinceramente, não curto musicais.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oie amore,
    Parabéns pela resenha, uma graça e delícia de ler.
    Não curto muito filmes, ás vezes abro algumas exceções... raras.
    Esse não é um que eu esteja muito a fim de assistir não, mas a resenha está uma graça.
    Ahhh... minha chará... por isso escreve tão bem rsrsr! (Brincadeira amore)
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia esse filme, parece ser interessante!
    Não sou muito fan de romances mas tem alguns filmes que PO! Me apaixono junto com a protagonista haha
    Dica anotada!
    Sua resenha ficou ótima, beijos!

    ResponderExcluir
  11. Como você deve saber, todos os lugares estão falando desse filme! Eu ainda não tinha lido nada (de forma crítica claro) a respeito do filme e estou completamente encantado com o enredo. Gente que filme mais lindo é esse ?? E essas cenas marivilhosas que você colocou no post ?? Preciso assisti-lo o quanto antes! Ótima resenha!! E que dica incrível, já tinha anotado mas vou reforçar para garantir que vou assistir! Beijos do Wes *---*

    www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  12. eu estou DOIDA para assistir! seu post me ajudou a entender melhor a história, porque já li muitos comentários positivos sobre. dizem que o final é destruidor.. tô muito ansiosa!

    ResponderExcluir
  13. Oii!
    Ainda não vi o filme, mas já vi muitos comentários positivos sobre ele. Amei tua resenha, linda e verdadeira os gifs que você escolheu são lindos!
    Dá pra se apaixonar pelo filme só ao ler teu post rsrs
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá !!! Vou anotar sua indicação, ainda não conhecia. Parece ser interessante. Gostei do post e dos gifs utilizados, ficou bem legal !!! Ótimo você compartilhar !!!
    super bjoooooooo

    ResponderExcluir
  15. Oi, Grazi ^^
    Amo demais esse musical!!! <3
    Sem sombras de dúvida torço para que ganhe como melhor filme no Oscar pois traz muita referência dos musicais antigos que tanto marcaram a imagem de Hollywood, assim como a crítica ao de que só o antigo é melhor e que devemos condenar o novo (essa crítica é feita para o Sebastian e eu adorei demais!).
    Infelizmente, os protagonistas não são conhecidos por seus cantos então não me foi surpresa ver eles tendo menos destaque no canto enquanto que os coadjuvantes me parecem ser é cantores dançarinos ao invés do que simples atores dançarinos. Chegou até a ter John Legend!!!
    O final foi muito bom, quebra com toda previsão que temos dos musicais e é tão real que é impossível não soltar aquela fungada ou fingir que caiu um cisco nos olhos na frente dos familiares.
    Não tenho do que reclamar do musical. Minto, achei ele muito longo mas fora isso tudo tava tão bom!!!
    Gostei da sua crítica, Grazi. Continue sempre assim, mostrando os lados positivos e negativos dos filmes, assim como nos livros. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir