13/01/2017

Resenha: Em busca do Jigglypuff - Alex Polan


Autor: Alex Polan
Editora: Outro Planeta
Número de Páginas: 112
Onde comprar: Site da editora


Sinopse

Ethan e sua equipe estão dispostos a demonstrar que sinceridade, inteligência e companheirismo são essenciais para tornar-se um verdadeiro mestre Pokémon. Ethan, Devin e Gianna estão capturando e treinando seus melhores Pokémons, prontos para conquistar o universo de Pokémon GO. Com a ajuda de Carlo, o líder do ginásio de sua equipe, eles se tornarão os maiores mestres do jogo. A primeira missão está dada: capturar o pequeno ladrão de donuts, Jigglypuff, em seu PokéStop favorito. Além disso, precisam defender seu ginásio das equipes que o querem dominar.




Em busca de Jigglypuff é um livro infantil com uma estrutura levemente juvenil. Conta história de Ethan, membro de uma família totalmente fisgada por Pokemon Go e cada um tem sua parte favorita no jogo. Ethan entra para o Team Mystic quando a loja de Donuts de Dottie fica esquecida (o ginásio do time fica pertinho de lá). Seus ''inimigos'', o Team Valor, estão dando rios de dinheiro para a sorveteria do Ivan, então o TM resolve ir dar um help para a Dottie, passando o dia lá utilizando o Lure. 




O problema é que alguém rouba os donuts da loja! E cabe a Ethan e seu time descobrir o culpado, que passa a ser chamado de Jigglypuff. 

Essa é a premissa básica do livro, que poderia ter dado bem mais caldo, mas por se tratar de um livro infantil tivemos uma história leve e divertida, porém clichê. Não tem reviravoltas ou diálogos bem construídos. É tudo mantido para que as crianças possam entender bem e se entreter ao longo de suas poucas (mas suficientes) páginas. 

O mais legal do livro é que ele mostra o alcance real que o jogo tem na vida das pessoas, especialmente quanto à grana que os jogadores dão aos estabelecimentos e na história da mãe do Ethan - que mostra que o jogo também pode ser educativo.

Resumindo, é um livro recomendado para crianças e pré-adolescentes em início de ''carreira'' de leitor.

Resenha originalmente postada no Retrô books.

Nenhum comentário:

Postar um comentário