19/01/2017

Resenha: Orfão X - Gregg Hurwitz


Sinopse

Quando garoto, Evan Smoak foi recrutado no orfanato onde vivia para fazer parte de um programa americano ultrassecreto. Rebatizado de Órfão X, ele foi treinado para ser um exímio assassino e enviado aos piores lugares do mundo para missões que ninguém mais conseguia executar. Depois de longos anos de atividade, Evan deixa o programa e usa as habilidades de agente secreto para “desaparecer” e viver para um único propósito, agora sob o codinome de “Homem de lugar nenhum”: salvar e proteger pessoas pobres e indefesas como ele havia sido. No entanto, seu passado de matador sangrento passará a assombrá-lo e também a seus protegidos. Alguém tão bem treinado quanto ele – talvez um ex-colega de programa?– está na sua cola, para tentar eliminá-lo.

Skoob: Órfão X

Opinião:

Já adianto: se você é daquelas pessoas muito críticas com enredos e tramas, que acha defeito em tudo, que não gosta de Missão Impossível e Matrix porque ''são muito mentirosos'' esse livro não é para você. Orfão X é uma narrativa no melhor estilo Ethan Hunt, com ação, violência, mistérios e cenas muito muito loucas. A diferença é que Ethan era espião, já o Evan Smoak - nosso protagonista - é um assassino de aluguel.




Somos apresentados ao Órfão X, Evan, e conhecemos a história de sua ''criação''. Recrutado na tenra idade dos 12 anos, ele foi treinado para servir a uma agência de assassinos. Tornou-se um dos melhores e tinha grande respeito de quem conhecia sua fama. Por algum motivo, Evan decide deixar o programa, desaparece e vai viver com pessoas humildes. Torna-se então um ajudantes delas. O Homem de lugar nenhum, um Robin Hood da pesada. É claro que isso não poderia durar muito tempo. Eventualmente percebemos que ele foi descoberto e que há alguém atrás dele, pronto para eliminá-lo.




Hurwitz soube desenvolver um enredo interessante com narrativa empolgante. Todas as cenas mais pesadas são bem descritas (e exageradas, admito) e deram à leitura uma certa fluidez. Esse não é um livro para quem quer coisas a serem pensadas e discutidas. O negócio é pancadaria mesmo. Me lembrou um bocadinho A Morte de Sarai, sem a parte da enrolação do namoro entre Victor e Sarai.




Claro que tem aquele tom de suspense, um mistério aqui e outro ali para deixar a gente com mais vontade de terminar. Nada forçado, apenas algo que se espera sobre um personagem orfão e treinado para matar. Aquela premissa básica de programas de assassinos dos EUA. Daria um bom filme. Clichê, mas bom. 

Resumindo... gostei da leitura. Fiquei empolgada com a narração e recomendo para quem gosta do estilo sou-foda-bem-treinado-bato-em-todo-mundo-faço-coisas-que-não-parecem-reais. De vez em quando a gente precisa dar mais créditos às coisas impossíveis. :)



Resenha originalmente postada no Retrô Books

14 comentários:

  1. Hum, um livro com pancadaria, hehehehehe curti o estilo.
    Órfã X me parece uma leitura que prende a gente e adoro quando um livro já faz isso comigo antes de eu ler.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Eu já havia visto o livro em algum lugar mas sabia pouco sobre ele. Gostei de conhecer mais sobre a trama na sua resenha e me interessei pela leitura do livro.

    ResponderExcluir
  3. Nunca tinha ouvido falar deste livro, mas parece ser um suspense/ação/aventura muito interessante. Eu gosto de Missão Impossível e Salt, então é possível que eu goste deste livro também!

    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá! Acho bastante interessante filmes como Missão Impossível e Matrix, mas as vezes já dá aquela sensação de nada novo.Mas que bom que o autor soube desenvolver um enredo interessante com narrativa empolgante. Ser Clichê tudo bem, desde bem construído. A pancadaria não me atrai mas o suspense e mistério sim. Beijos'

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu não me importo se o enredo é do tipo "nossa, mas que viagem", afinal, é ficção né?
    Mas a premissa do livro não me agradou, por não ser o gênero que gosto de ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá minha amiga, tudo bem?

    Tem tempos que eu quero ler Órfão X, me interesso por livros que envolvam violência e mistérios como é o caso da presente obra. Fico feliz que tenha gostado da leitura, que tenha uma enredo empolgante e envolvente. O personagem principal não parece apenas com Ethan Hunt, mas com outro também interpretado pelo Tom Cruise, como Jack Reacher!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  7. Primeiro adorei a sinceridade na resenha e realmente nesse tipo de livro não tem como ser exigente demais, a temática dele exige que ele seja assim, pancadaria e cenas milaborantes. Eu gostei, assim como gosto de ver filmes do gênero. E sua resenha despertou minha curiosidade. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas tanto a sinopse, quanto a capa e a resenha me chamaram atenção.
    Adoro livros com essa temática, até porque se fosse para ler livros sem coisas impossíveis, eu nem lia, asuahushauhs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Pelo visto o livro daria um bom filme também, pelo menos um filme em um estilo que eu gosto. Gostei dos seus avisos iniciais, porque realmente tem gente que não consegue entrar em uma viagem como o livro parece oferecer. Eu já gosto, e vou anotar sua dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Já conhecia o livro pela capa. A sinopse e sua resenha me deixaram com vontade de lê-lo. Vou buscar mais sobre ele.

    Bj
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Já ouvi falar muito do livro, mas justamente por ser a pessoa que como você fala que não gosta de Matrix e crítica com enredos e tramas, nunca tive vontade de ler. Infelizmente é um defeito que tento mudar. Adorei as fotos e ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto de Missão Impossível e Matrix, mas o enredo desse livro não me cativou. Quem sabe numa próxima eu consiga ler.
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  13. Olá! Ainda não conhecia o livro, mas gostei da sua resenha e vou anotar a indicação. Espero ter a oportunidade e ler em breve. bjoooooo

    ResponderExcluir
  14. Olha Missão Impossivel eu gostei, mas Matrix de fato não gostei, mas pela sua resenha me arriscaria ler sem problemas.rsrs

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir