28/03/2017

Resenha: Confie em mim, eu sou o Dr. Ozzy



Título:
Confie em mim, eu sou o Dr. Ozzy
Autor: Ozzy Osbourne
Editora: Benvirá
Páginas: 264
Onde comprar: Submarino / Saraiva
Sinopse: Pelas leis naturais, Ozzy Osbourne não deveria estar vivo. Ele passou 40 anos usando drogas, ‘comendo’ morcegos e bebendo. Quebrou o pescoço ao andar em um quadrículo a oito quilômetros por hora e 'morreu' duas vezes em comas induzido quimicamente. E agora - aos 62 anos de idade - ele está mais saudável e mais feliz do que nunca. Ele é um milagre da medicina! Então, quem melhor do que ele para oferecer conselhos médicos e palavras de conforto ao seu público? Em maio de 2010 o Sunday Times convidou o 'Dr.' Ozzy para ter uma coluna de aconselhamento. Desde então, ele responde às perguntas que vão desde depressão do cão a dúvidas de adolescentes sobre sexo. Com sensibilidade até então desconhecida pelo público, Ozzy oferece sábios conselhos, entre eles o de se manter longe das drogas – assunto que ele domina. A coluna se tornou um fenômeno, e agora o Dr. Ozzy decidiu reunir todos os seus conselhos em um guia prático. O lema de Ozzy é que se pode sobreviver e desfrutar de uma vida feliz e saudável.


Aqui está um bom livro para passar o tempo e dar umas risadas!
Este ano não estou tão entusiasmada com as leituras mas, posso confessar que Dr. Ozzy foi o primeiro livro de 2017 que li em menos de um mês! haha Eu simplesmente adorei!!



Este livro nada mais é do que um pouco das experiências que Ozzy Osbourne viveu em sua louca vida, afinal foi considerado morto duas vezes, usou todo tipo de droga possível, e está ai, vivíssimo! 

São nove capítulos e cada um conta com uma breve introdução onde Ozzy fala de alguma situação que aconteceu com ele no passado. Além disso, há várias perguntas de pessoas aleatórias pelo mundo inteiro, onde o Dr. responde com tom de ironia e nenhuma seriedade, juntando um pouco de sua vida com as dúvidas de outras pessoas e alguns bons conselhos como não usar drogas e ter uma vida saudável. 


O livro foi publicado após Ozzy ter feito um teste de DNA, caríssimo por sinal, obtendo como resultado que sua genética é uma anomalia, por isso que está vivo até hoje. Após o teste ele começou a escrever em uma coluna no The Sunday Times of London, onde responde as mais diversas questões de leitores. Foi tanto o sucesso da coluna que surgiu a ideia de criar o livro e em 2011 foi publicado pela Editora Benvirá. 



Além das respostas, algumas um tanto bizarras (ao meu ver) e engraçadas, há um teste em cada fim de capítulo e no final o resultado: 


E por mais que seja cheio de sarcasmo o que Ozzy diz, ademais o não uso de drogas, tem alguns conselhos de como os pais deveriam tentar conversar com seus filhos sobre assuntos como a puberdade. 

Gostei bastante de ler, não esperava que fosse tão bom e que em menos de um mês eu fosse terminar. Indico porque vale a pena tirar um tempinho e relaxar com uma leitura "mais comédia". 


Beijos ;D
Deixem suas opiniões aqui nos comentários 




















Nenhum comentário:

Postar um comentário