17/04/2017

13 Reasons Why: Resumo de Episódios/Porquês



Não tem nem 3 semanas que 13 Reasons Why estreou na Netflix e já está causando um dos maiores reboliços internetísticos do ano. Tem gente que acha importante mostrar o que foi mostrado, tem gente que acha que foi exagerado e perigoso. Tem gente que acha que todo mundo precisa assistir, tem gente que achar que é melhor não. Mas não é pra falar disso que vos escrevo. É para ajudar aqueles que tem ansiedade ou medo de assistir, ou aqueles que não tem tempo/ vontade, mas querem saber do que se trata. Vou resumir aqui os porquês da Hannah, não necessariamente analisando ou contando o resto da história.

CUIDADO: Este texto contém spoilers gigantescos.




FITA 1, LADO A

Logo no início do episódio somos informados de que a Hannah Baker, uma estudante, cometeu suicídio. Somos apresentados a vários personagens importantes, mas sem muito destaque. Seguimos o Clay, que parece um cara legal e que não tem nada a ver com a Hannah - algo que ele afirma para os pais. Ele recebe um caixa com 7 fitas marcadas com lado B e lado A. Clay então ouve Hannah contando que foi ela quem fez as fitas na intenção de contar aos seus porquês o que a levou a cometer suicídio. 

Se você estiver ouvindo isso, você é um dos porquês.

Conhecemos então o início de tudo, com Justin Foley, um cara com um sorriso lindo que saiu com a Hannah uma vez e tirou uma foto inadequada dela (do alto, com ela usando saia). Bryce, um amigo de Justin, manda a foto para vários colegas da escola e em pouco tempo Hannah ganha um marca: vadia.   

FITA 1, LADO B

A segunda fita é dedicada a Jessica Davis, primeira amiga de Hannah na escola e novata como ela. Conhecemos a história de como elas se conheceram e tornaram-se mais próximas. Somos apresentados também a Alex, que forma o trio que parecia inseparável. Mas aos poucos Alex se afasta e depois Jessica também. Hannah então descobre que os dois estavam namorando e - devido a uma intriga - o casal termina e Jessica acha que a culpa é de Hannah, estapeando-a no processo. 

FITA 2, LADO A

Descobrimos aqui o que Alex fez para deixar Jessica zangada e que acabou refletindo em Hannah: escreveu em uma lista de melhores/piores que Jessica tinha a pior bunda da escola e Hannah, a melhor. Isso levou a rapaziada descarada a ter vontade e se acharem no direito de assediá-la por isso, visualmente, até que Bryce aperta a bunda de Hannah, humilhando-a.

FITA 2, LADO B

Aqui descobrimos que a Hannah tinha um stalker: Tyler, o fotógrafo da escola. Ele tinha um crush por ela, quase uma obsessão na verdade, e a seguia até fora dos ambientes escolares. Vemos Hannah fazer uma nova amizade: Courtney, uma asiática meiga filha de dois pais. Hannah conta sobre seu stalker para ela e Courtney bola um plano para desmascará-lo. No processo, as meninas bebem e se deixam levar: acabam se beijando e Tyler registra a cena com fotos. Courtney vai embora envergonhada e Hannah promete que vai pegar a foto e o filme de Tyler. Ele aceita entregar o filme para a Hannah dizendo ser o único. Então, ele toma coragem e a chama para sair, ao que Hannah responde com um leve deboche dizendo não. Tyler se chateia e vaza a foto, na qual as meninas permanecem anônimas por um tempo.

FITA 3, LADO A

Courtney é apresentada como o quinto porquê nessa fita. Ela incentiva Hannah a ir ao baile, ao que ela aceita na intenção de encontrar Clay, mas vai acompanhada de Courtney e suas amigas. Elas se divertem por um tempo, até que Bryce chega e diz que sabe que a foto das garotas se beijando são elas duas e faz uns comentários de mau gosto sobre a situação. Courtney fica novamente com medo de sua orientação sexual ser descoberta (ela tem medo de culparem seus pais por sua conduta) e acaba espalhando outro boato que fere apenas a Hannah. 

FITA 3, LADO B

Aqui conhecemos Marcus, o presidente do conselho estudantil, que parecia ser um cara muito legal. Em um programa festivo de dia dos namorados da escola, Hannah e Marcus dão match e ele a convida para um encontro. Descobrimos mais tarde que, apesar de sua conduta honesta e legal, Marcus queria apenas aproveitar-se de Hannah e tenta beijá-la a força. 



FITA 4 LADO A

Com a cena que aconteceu entre Hannah e Marcus como gatilho, descobrimos o sétimo porquê em Zach, um cara que também parecia ser legal e até meigo, mas acabou ferindo Hannah. Ele tenta ajudá-la, mas com medo dos garotos da escola, Hannah se recusa a se abrir e grita com ele em público. Zach fica envergonhado e decide vingar-se dela roubando uns bilhetinhos fofos que ela recebia (e que eram importantes para ela) na aula de Comunicação. Hannah, então, escreve uma carta para ele explicando o quanto aqueles bilhetes a faziam bem e como a sua vida estava confusa e que ela precisava disso. Na versão de Hannah, Zach lê a carta e a joga fora, mas depois Clay descobre que Zach a guardou.

FITA 4, LADO B

Nesse episódio vemos Hannah tentando se libertar de seus fantasmas através da poesia, sendo incentivado por um dos colegas, Ryan, que participa do clube de poemas para o qual Hannah é convidada. Ele a ensina a procurar seus verdadeiros sentimentos e a usá-los em seus textos, para se sentir melhor e para aumentar a qualidade deles. Então, sem Hannah saber, Ryan publica seu poema (no qual ela abriu-se totalmente sobre toda sua situação) em sua revista escolar, anonimamente. Apesar disso, Hannah sabe que aquele era seu poema e na boca dos colegas só havia uma interpretação: vadia. 

FITA 5, LADO A

Nessa fita somos apresentados a uma história de várias que acontecem com Hannah numa mesma festa: ela presenciou um crime. Bryce estupra Jessica, namorada do seu melhor amigo Justin, enquanto ela estava bêbada. Hannah, por um certo motivo, estava escondida dentro do quarto durante o crime e devido ao seu estado psicológico não conseguiu se mover para impedir.

FITA 5, LADO B

Querendo desesperadamente sair da festa, Hannah pega carona com Sheri, uma líder de torcida simpática. Durante o caminho - mesmo sem estar bêbada - Sheri bate numa placa de PARE e se recusa a ligar para autoridades e relatar o ocorridos por medo da reação dos pais. Hannah sente-se então culpada pelo ato, mas nada faz também. Mais tarde ela descobre que exatamente naquele cruzamento houve um acidente em que um senhor ficou gravemente ferido e o amigo popular de Clay e estrela do baseball, Jeff, morreu. Hannah tenta conta a Clay o ocorrido com a placa, mas ele não a ouve pois está chateado com o que aconteceu na festa.

FITA 6, LADO A

Finalmente chegamos à fita de Clay que é um porquê apenas por não ter feita nada, quando ele seria quem mais poderia. Descobrimos que na festa - a qual Hannah foi para ficar com ele - Clay e ela estavam se dando muito bem e até chegaram ao quarto de Jessica e começaram a se pegar. Mas por estar abalada com o assédio que vinha sofrendo, Hannah não consegue ir em frente e manda Clay dar o fora do quarto e deixá-la sozinha. Após isso Clay afasta-se dela e não dá oportunidade para ela se abrir. Vemos apenas um pouquinho de abertura mais para frente, mas nesse momento Hannah já estava decidida. Clay é um porquê igual à Sheri: por causa do que ele não fez. Mas ela deixa claro que ele não é culpado, afinal ela mesma o afastou. Ela só precisava desabafar sobre isso. 

FITA 6, LADO B

Nessa fita, assim como a 5 Lado A o negócio fica muito mais sério e perturbador. Após ficar chateada e sair de casa, Hannah acaba indo a uma festa na casa de Bryce. Lá ela se sente confortável com Jessica e os outros a tratando como amiga e aceita entrar na banheira de hidromassagem usando roupas de baixo com os colegas. Zach, Justin e Jessica acabam saindo da hidro para outros lugares e Bryce chega. E aí acontece o estupro de Hannah. Novamente, devido ao seu estado psicológico péssimo, ela não tem forças para resistir e após o ocorrido volta para casa em pedaços e começa a gravar as fitas.

FITA 7, LADO A

Clay finalmente termina de ouvir as fitas e descobre que Hannah tentou conseguir ajuda com o conselheiro da escola. Ela grava a conversa inteira nesse lado da fita, dizendo que estava dando à vida uma nova chance. O conselheiro então repete vários dos mantras da sociedade, quase culpabilizando Hannah e minimizando seu sofrimento. Ele nem ao menos tenta descobrir o que mais aconteceu com ela, nem dar nenhuma palavra de conforto. Ele diz que se ela não disse não, se não tentou parar com o ato, o que se pode fazer é seguir em frente. Não tenta nem descobrir quem foi que a atacou e nem dizer o nome real da coisa. Hannah então desiste e se mata numa das cenas mais cruas que já vi em seriados (e que foi duramente criticada). 



E é isto que ocorre com a Hannah. Eu teria que ser bem sintética para falar sobre toda a série, uma vez que ela é complexa em suas subtramas. Há a angústia do Clay ouvindo as fitas, suas tentativas de vingar a Hannah e seu crescimento pessoal com isso. Houve também a atuação magnífica da Kate Walsh na pele da mãe que perde a filha sem nem saber porquê e luta com todas as suas forças para responsabilizar a escola e os bullyings por isso. Também tiveram as tramas secundárias com os personagens citados pela Hannah, tentando dissuadir o Clay de terminar de ouví-las ou de dedurá-los e outras tramas internas tão pesadas quanto o conteúdo das fitas. O Tony também teria de ser analisado, como personagem apoio do plano da Hannah, sendo responsável por tornar as fitas públicas caso os envolvidos não seguissem os planos dela. 13 reasons why, apesar de classificada como série adolescente não é nada melodramática ou aborda os temas superficialmente. Ela teve a coragem de ser explícita e colocar o dedo na ferida. Não tem nada nela que eu consiga criticar. 

Fiquem ligados para mais posts sobre a série e no próximo falarei sobre o que ela deixou em aberto e o que pode ser tirado como gatilho para a segunda temporada. 

Beijos!

2 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Menina, achei bem legal você mencionar todas as fitas. Sinceramente, eu nem lembrava mais da ordem,rs.
    Acho que essa série do tipo que você ama ou você odeia. Eu gostei bastante, exceto a cena do suicidio. Pra mim, aquilo foi muito duro e cruel, sei que muitas vezes é a verdade, mas quase não consegui assistir.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Achei a série muito lenta, não tive paciência de assistir a todos os episódios. Assim como na vida real, a decisão de tirar a própria vida não tem apenas uma razão, e sim o acumulado de várias. E foi talvez esse sentimento que o diretor quis passar... Várias facas entrando lentamente em seu coração até morrer lentamente. Mas infelizmente,ou não, eu não consegui esperar.

    ResponderExcluir