27/01/2019

Resenha: Troopers da Morte - Joe Schreiber


Título: Troopers da Morte
Autor: Joe Schreiber
Editora: Aleph
Páginas: 330
Onde comprar: Saraiva
Sinopse: Nesta intrigante e singular história de terror, consagrados heróis da saga terão de enfrentar pesadelos imensuráveis. Quando a nave-prisão imperial Purgação – residência temporária de quinhentos dos mais cruéis assassinos, rebeldes e ladrões – quebra em um ponto isolado do espaço, a única esperança da tripulação parece estar em um destróier estelar encontrado vagando no vazio. Uma equipe de inspeção é então enviada à nave abandonada, em busca de peças para o conserto da Purgação. No entanto, somente metade dos integrantes da equipe retorna... trazendo consigo uma terrível doença, tão letal que, em questão de horas, quase toda a tripulação a bordo do Purgação morre dos modos mais assustadores. E a morte é apenas o começo...



Até agora, o mais divertido da série Legends!


É até meio ridículo da minha parte dizer isso uma vez que Troopers da Morte é completamente alheio ao resto do universo expandido (a história não comba e nem interfere com as outras), mas é inegável que foi o que mais me entreteve e que apresentou uma das melhores narrativas (perdendo só pro Zahn na trilogia Thrawn). A mídia continua invadida pelos zumbis e Star Wars não teve como escapar. Impressionantemente, a ideia de pôr dois personagens conhecidos e um monte de Troopers e guardas numa nave quebrada no meio do nada galáctico e jogar uma doença zumbificante por lá deu MUITO certo.






Aliado a uma narrativa eloquente, rápida e direta, a trama simples e até meio descabida, deu numa das melhores leituras dos últimos meses. Joe não se prende (e nem precisa) aos detalhes das tramas interiores e muito menos das exteriores e nos presenteia com um enredo viciante. Os capítulos são bem curtos (o que pode se tornar chato para alguns leitores, já que tem que passar a arte do capítulo toda hora) e é difícil larga o livro até terminá-lo. E por ser um livro com relativas poucas páginas, não exagera em conteúdos descritivos.

Eu não tenho ideia de como encaixar esse livro com o mundo Star Wars a não ser pelo uso dos personagens conhecidos, que não vou dizer quais são, para não mandar spoiler a quem pretende ler (duvido que os outros personagens vão aparecer em outros livros) e dos elementos de ficção científica, mas entra muito bem no conceito zumbi. Algumas cenas são bem revoltantes e até dão uma gelada na espinha



A diagramação tá perfeita. Como todos Star Wars tem uma arte no início de capa capítulo e ela combina com a temática do livro. Nas laterais esse detalhe deixa o livro mais charmoso. Não tenho defeito pra botar. Edição maravilhosa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário